APCAS cria serviço inovador para pessoas com deficiência ou incapacidade

Além de melhorar a qualidade de vida dos beneficiários oferece liberdade a todos.

A Associação de Paralisia Cerebral de Almada Seixal (APCAS) criou um serviço de assistência pessoal de apoio que permite aos beneficiários não dependerem dos tradicionais cuidadores.

Criada em 2011, a APCAS nasceu da vontade de um grupo de pais com filhos com paralisia cerebral. E, antes da pandemia, lançou um serviço inovador de assitência pessoal.

Os assistentes pessoais têm formação inicial e acompanham os 29 beneficiários oito horas por dia.

No caso de Rita, que chega a treinar três vezes por semana, até há pouco mais de ano e meio era a família que a levava aos treinos e à escola, onde dá aulas de História. Dependia inteiramente da família para qualquer deslocação.

Agora, com o Centro de Apoio à Vida Independente (CAVI), criado pela APCAS, Rita conta com a ajuda de Gilda, uma assistente pessoal.

Este serviço inovador não só melhora a qualidade de vida dos beneficiários e das suas famílias como devolve autonomia e, sobretudo, liberdade a todos.